sábado, dezembro 22, 2007

Passatempo / desafio - Dominó de Políticos

Passatempo, desafio de Boas Festas...
aberto a toda a blogosfera, presente e futura.
Avós, pais, mães, netos, bisnetos, filhos, noras, sogras.
amigos, Flávia, Odele (que elejo, as duas mulheres do ano 2007)
e todos os Blogs porreiros
linkados no meu sidebar.
Vamos lá a exercitar esses neurónios...
Boas Festas
O título é:
"
Dominó de Políticos" - João Ramos do Latitudes
...
mas também podiam ser :
"Dominó na Província"
"Desejo de Primavera" - Latitudes
"Desejo de Português" - manuela
"Dádiva de Presentes" - Latitudes
"Desejo de Partilhar" - Laurentina
"Dignos de Paciência" - Laurentina
"Fuzila os Neurónios" - Latitudes
"Deixem de Promessas" - Latitudes
"Dominó de Paciência" - Laurentina


.....................Fim do jogo >>> ganhou a Laurentina

segunda-feira, dezembro 17, 2007

Ralos de Piscinas - Exija fiscalização!


terça-feira, dezembro 11, 2007

prémio / anarca ... "este blog é porreiro, pá!"

Este prémio não tem regras porque tenho uma particular simpatia por ovelhas negras. assim, os felizes contemplados são livres para fazerem o que bem entenderem do selo, colocá-lo no vosso sidebar ou enviá-lo para o cesto de reciclagem do Bill Gates. Como sou adepto da Liberdade e avesso a injustiças e regras demasiadamente castradoras, o prémio "este blog é porreiro, pá!", pode ser distribuído a 1. 5. 7. 10. 20. 100 blogs ou de distribuição ilimitada. Assim como a anarquia reina neste texto, podem escrever os vossos livremente. (*.*)

prémio "este blog é porreiro, pá!"
Distribuição ilimitada...

1. Laurentina do Marginal Zambi
2. Isabel Filipe do Art & Design de Isabel Filipe
3. João Ramos do Latitudes
4. Gabriela r Martins do canto chao
5. Flávia e Odele Souza do flaviavivendoemcoma
6. Della Porther do meu doce novembro

7. Rodolfo N do Un espacio para la poesía y la prosa
8. Fuser do meu doce novembro
9. Zé Lérias do a fontenova
10. m. m. do Tinta Permanente
11. Mocho Falante do Mocho Falante
12. Félix Rodrigues do Desambientado
13 . Lumife do BEJA
14. Å®t Øf £övë do Atordoadas
15. Kaos do wehavekaosinthegarden
16.pedaços de nós do pedacosemblog
17. era uma vez um girassol do Era uma vez um Girassol
18. Luis Gaspar do estudio raposa
19. Cristina do As the world turns
20. O jumento O Jumento
21. Encandescente do Erotismo na Cidade
22. Tudo sobre Eva do Tudo sobre Eva
23. António Balbino Caldeira do do portugal profundo
24. Maria Manuel do Charlas
25. Irene do Uma e trinta e sete
26. As Musas do As Musas
27. Caracolinha do Snaile Tale
28. Pedro do
Just For The Record
29. Cerejinha do Cerejinha
30. Cultura Arte & Literatura do literaturaemanalise
31. Madalena do
não há rios iguais
32. Madalena Pestana do escadamedo
33. Batista Filho da
Ilha dos Mutuns
34. Art & língua do Arte & Língua
35. Rosário Andrade do Impressoes e Intimidades
36. Manuel do O Montado
37. Nokturn do
cadernopreto1
38. Sandra Martins do literatura em analise
39. Encanto do os meus encantos
40. José Amaral do
adlitteram
41. Paula Raposo Páginas
42.
Leonor Costa hoje e amanhã
43. Filipe Tourais do o país do burro
44. Kaos / Kaotica do
o pafuncio
45. Arrebenta do as vicentinas de braganza
46. Mikas do blog da mikas
47. Jo / Soares Silva do
ecos do tempo
48. Menina Marota do Menina Marota
49. beezz blog do beezzblog
50. António Sabão do
cartoonices
51. @nn@ do lisboa paris lisboa
52. Silenciosamente ouvindo

1.618.
(a lista continua)

sexta-feira, dezembro 07, 2007

desafio: um ou mais poemas, precisam-se


deixa aqui um poema ou algumas palavras soltas sobre este desenho.
Há prémio para os participantes.
blá bla
bla
Traços
..................................................................................
blog do João Ramos latitudes

invade a aparente
irracionalidade do traço
que se mostra exacto…
pensamento
que se deseja concreto
mas não domino
sonho…
caminhar anguloso
no caos da vida
de amor erguido
como bandeira…
caminhos que se entrecruzam
no limiar da humanidade…
pela nobreza do xisto
insisto no purificar da água
que nos renova
sonho…
navegar afluentes
e desaguar na foz
de um qualquer paraíso…
meandros de um rio sem destino
onde deslizo nesta demora
sonho…
olhar de aprumado encanto…
a insignificância que me apavora
eu!...coisa nenhuma
perdida a consciência
ao fim de um dia…

quem irá superar meu traço?
espero-vos à embocadura de um
despertar mais casual
pois que já perdido vou
nesse destino…
...................................................................
blog da Flávia e Odele
Traços e Laços.

Está escuro aqui...
Mas sigo o som de teus passos
E me agarro a teus braços
Para não cair.

Meus olhos, já quase sem expressão,
De tanto olhar para o nada
Se fixam agora em teus traços
Que me alçam como laços
Vou levantar, vou andar, vou voar.
Odele Souza
10.12.2007
...................................................................
blog da
della porther - Meu doce novembro
"conta-me segredos em linhas paralelas" della-porther
...................................................................
blog do Rodolfo N - poesia e prosa
Los trazos que tu trazas
semejan pensamientos,
dolores, sufrimientos,
tal vez una alegría...
O talvez son la vida...?
...................................................................
blog da gabriela r martins the last dance

traços e laços
aparentes embaraços
e
espaços gastos
porquê?
por quem?
não sei
é assim
o
fim
de
mim
aqui
...................................................................
blog da isabel f. artdesign
Raios de luz, rasgam o céu escuro sem estrelas ... sem nada ...
..................................................................
blog da Paula Raposo Páginas
Riscos, traços, arabescos, laços e abraços...
...................................................................
blog da Leonor Costa hoje e amanhã
Hoje
Eu queria pegar em mim e deitar-me fora...
Queria tecer com meus nervos
Uma rede para descansar.
Queria ser barco
Ao sabor das ondas a vogar...
Ah, deixar correr o tempo
Sem disso me aperceber!...
Esquecer-me de mim...
Serenamente adormecer...
Hoje
Eu queria pegar em mim
E deitar-me forsa...
Amanhã
Eu queria nascer outra vez...
Uma alma nova, um novo ser!
Algemas quebradas
Ressurgir do nada.
Ah, pudesse minha vida ser
Em cada dia que passa
Uma constante alvorada!

Andorinha Negra
...................................................................
blog da madalena
escada medo
Tinha –te riscado a foto
Havia mais traços do que rosto já
Era a frustração. Raiva incontida
Amor tão já perdido como o sono
Perdido nas noites de esperar
Tinha-te riscado a foto a preto. Toda
Recuperei-a ao ver-te chegar.
...................................................................
blog da
Menina Marota
Num traço
Deixo
Um abraço
Num laço
Feito
Amizade.
...................................................................
blog do Paulo
Pensamentos centrados
A vida
A vida não é como o traço perfeito feito com o compasso...
São linhas, às vezes trémulas outras vezes firmes, cheias de arestas.
A vida pulsa no compasso das batidas do coração...
É desenho feito no dia-a-dia é rascunho não é arte final.
...................................................................
blog da Ana Luar
Traços em equilíbrio
Alinhados, desalinhados
Compostos ou decompostos
Traços de vida ou de rejeição
Que importa?
São simples traços… traçados por fina mão
Traços de ambição que por serem traços finos
de traços jamais passarão.
...................................................................
blog da belakbrilha
Traços????
de mão...
ou de coração?
Espero que não dê em colapso
porque demos o primeiro passo
para uma nova "estação"...
...............................
blog da ♥Coragem
Procurei dentro de um livro
uma folha riscada com traços de memórias.
Deixada assim...
Vazia, tão fria, propositadamente.
Relatos contidos nesse canto da minha vida...
Nesse sótão fechado a cadeado,
já perdido e esquecido entre poeiras e desilusões...
Hoje, sem nem saber porquê relembrei essa página
que falava entre os espaços vazios, dos traços que outrora deliniei na minha alma.
Sem motivo de existir tal eco marcado por um passado.
Não justificava guardar um resto de mim...
Uma folha pendente,que eu própria já não sabia decifrar e então ler...Não passavam de traços e riscos...
Os meus Riscos de vida.

quinta-feira, dezembro 06, 2007

WAKE UP!

WAKE UP!Direitos humanos à parte

Por outras, palavras, Manuel António Pina ( JN )

"Lisboa será durante este fim-de-semana - já o escrevi antes - um dos lugares mais mal frequentados do Mundo. E não será apenas pelo número de ditadores e corruptos por metro quadrado que abrilhantarão a Cimeira UE/África que decorrerá na FIL (só o pavilhão onde Peter Lorre, em "M", de Fritz Lang, é julgado pela ralé de Berlim juntou alguma vez tantos criminosos sob o mesmo tecto) mas também pelo número de políticos europeus capazes de vender a alma ao diabo e trocar os valores essenciais em que se funda a própria Europa democrática por considerações económicas e geoestratégicas. Que importância têm os massacres na Somália, no Congo ou no Sudão, as violações dos direitos humanos no Malawi, na Tanzânia, na Zâmbia, em Angola, na Líbia, no Chade, a apropriação das ajudas internacionais e o seu desvio para as contas bancárias das cliques dirigentes, a morte e a miséria de milhões de pessoas, quando estão em causa negócios? Negócios, negócios, direitos humanos à parte é a sórdida lição que os governos europeus - gente que todos os dias se põe de joelhos perante a China, que está disposta a vender Taiwan e o Tibete (e o Dalai Lama com ele) a Pequim, a "esquecer" o Zimbabwe, o Darfur, o Sara Ocidental - dão aos seus povos amanhã e depois em Lisboa."
............................................................
WAKE UP!
Olá,
Vou fazer parte de uma marcha virtual global contra as mudanças climáticas junto com centenas de milhares de outras pessoas ao redor do mundo que também querem ver acções concretas serem tomadas por nossos governantes contra o aquecimento global. Junte-se a mim!
Negociações cruciais sobre as mudanças climáticas começaram esta semana em Bali na Indonésia e depende de nós garantir que os 192 países presentes irão ouvir este pedido global para eles agirem. Este Sábado, dia 8 de dezembro, uma onda de protestos e marchas irá inundar o globo e a Avaaz irá garantir que essa mobilização chegue á Bali. Estaremos carregando a sua bandeira e uma placa com o número de pessoas que assinaram a petição de cada país. É fácil participar, basta clicar no link abaixo para juntar-se á marcha global:


O mundo sabe o que precisamos: um compromisso para começar a negociação de um tratado internacional imediatamente. Temos que mostrar aos governantes que esse chamado é realmente global, e representa pessoas do mundo inteiro desde o Brasil até Moçambique. Quanto mais pessoas assinarem, mais poderosa será a marcha de dia 8 de dezembro. Seja representado em Bali - assine a petição abaixo e torne-se parte da marcha virtual.

Ao nos unir estamos criando um enorme chamado global para relembrar aos governantes que eles têm de agir agora para prevenir a crise climática. É incrível o que pode acontecer se trabalharmos juntos.
Obrigada!

domingo, dezembro 02, 2007

Geometria indescritível

Post dedicado a Flávia e Odele
A desenhar o indescritível


Teorema: consideremos um anel (vínculo mudo, profuso e equidistante do silêncio – centro (0,0) -
sob um trânsitometálico e circunferente) e nele gravadas duas víboras (as línguas sublinguamente bífidas, perfeitamente aplicadas à percepção/perfeição aromática do meio e do mistério, dispostas como flechas à exploração escura e apaixonante do veneno) sijeitas ao mesmo corpo e naturalmente
equidistantes de si mesmas, e ainda uma fracção do plano insondada até ao momento que as afasta até ao ponto em que o confronto ( espécie de espelho) decidirá que corpo compreenderá um amor um amor com tendências rastejantes, refratárias e bicéfalas.
Consideremos ainda a prossecução de um desejo. Depois, a consumação desse trajecto fanático, irrepetível e propenso até ao ponto em que as duas serpentes se encontram, reformulando por conseguinte a equação reduzida da circunferência:
(x – a)2 + (y – b)2 = r2 sendo a e b as coordenadas do centro da circunferência, r o raio, x e y as nossas vidas.
Então: a minha vida (x) excepto o silêncio (a=0) mais a tua vida (y) excepto o silêncio (b=0) é igual ao raio, negligenciando a importância suplementar das potências.
Simplificando:
A minha vida mais a tua vida é igual ao raio (que é a distância do silêncio a um qualquer ponto da circunferência) que, por sua vez, é igual ao único ponto de encontro das duas serpentes durante o anel previamente destruído.
Simplificando mais ainda:
A nossa vida é incalculável fora da jurisdição dos dedos e do destino.
Conclusão:
A nossa vida (assim) é impossível.
André Domingues

sábado, dezembro 01, 2007

imagem da autoria do Kaos - wehavekaosinthegarden.

Is everybody in? Is everybody in? Is everybody in?

The ceremony is about to begin.
WAKE UP!

You can't remember where it was. had this dream stopped?

1........1........0........0........1........0........1........0........0........1........0

terça-feira, novembro 27, 2007

polivalência interrompida

Sou uma mulher polivalente, podes medir-me por letras.
Nos cem a duzentos versos da minha carne
espargidos em papel quadriculado a tinta verde.
Podes medir-me em letras como folhas de erva
subtilmente pisadas como o meu nome a lápis
e assim, depois, podes queimar-me ou apagar-me,
podes fumar a minha importância e esquecer-me….
Já o fizeste e hoje em troca dás-me um verso
e eu converto-me no ar que não respiras por estar condensado,
sou o ar a que renuncias para que te possa escrever.
De maneira que podes, podes medir-me em letras.
Permiti que me escrevesses para a seguir me apagar.
Se sou uma mulher polivalente, porque não consegues usar-me agora?
Nos cem a duzentos litros de tinta verde, condensada,
exprimindo a carne para que saias, expulsar-te
e assim ganhar alguns versos com os quais possas medir
a erva que pisaste, as letras do meu nome por ti apagado.
Almudena Vidorreta

quinta-feira, novembro 22, 2007

Bangladesh

Bangladesh, ocupa o primeiro lugar em densidade demográfica com aproximadamente 930 pessoas por km2, considerado um dos países mais pobres do mundo.
Todos os anos é vítima de tempestades e na história recente já conta com dois violentos ciclones: um em 1970, que fez meio milhão de mortos e outro em 1991 com 150 mil.Mais uma vez o azar bateu à porta deste povo e o número de mortos pode chegar aos 10 mil.

sexta-feira, novembro 16, 2007

"quando for grande quero ser bruxa"

poeta Carmen Madorrán Ayerra "Subjetivamente yo".

terça-feira, novembro 13, 2007

A escravatura dos tempos modernos >>>

Um exemplo da escravatura dos tempos modernos
....................
Professores
das Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC)
não recebem...
*para ler no blog cegueira lusa*


também não podia deixar de publicar este texto
postado por Aminhapele no blogue Pé de Cabra

Pronto! Acabou o S. Martinho!

Agora que os "senhores" já tiveram o seu magusto,
já regressaram ao gabinete para um dia de trabalho,
já deixaram os filhos no colégio, já leram as notícias
da manhã, vamos lá arregaçar as mangas e começar
a trabalhar!

Comecem por aquela "coisita", que é uma vergonha
nacional e talvez europeia, de terem ao seu serviço
professores a quem não pagam um tusto!

Professores do AEC que há meses não sabem
o que fazer à vida!

Basta mandarem-lhe processar os vencimentos:
o dinheiro nem é vosso, é dos nossos impostos...

Tenham lá um bocado de vergonha!

Para começar, nem é pedir muito...

Ou querem que a comunidade blogger, numa
grande maratona, se una e determine o bloqueio
dos vossos próprios ordenados?!

Olhem que a solidariedade e unidade de que os
bloguistas têm dado prova, não é coisa com que
se brinque!

Por alguma razão nos chamam de
"novos macanudos"...

PROCESSEM OS VENCIMENTOS
DOS PROFESSORES AEC, JÁ!

sábado, novembro 10, 2007

magusto dos 17 pinóquios

d;-))

quarta-feira, outubro 31, 2007

intervalo

d:-|

esquisso do Lumife:
"Um vídeo extraordinário onde em 03:27 tanto se diz."

sexta-feira, outubro 26, 2007

vida

sábado, outubro 20, 2007

27 espermatozóides a ...

Fumo branco para o Tratado de Lisboa em 2007, ou negro, depois de 2013!

foto de "família" antes do acordo ...


e o "champanhóide" depois.

quinta-feira, outubro 18, 2007

o dilúvio


Há muitos dias já, há já bem longas noites
que o estalar dos vulcões e o atroar das torrentes
ribombam com furor, quais rábidos açoites,
ao cérebro rutilar dos coriscos ardentes.

Pradarias, vergéis, hortos. vinhedos, matos,
tudo desapar'ceu ao rude desabar
das constantes, hostis, raivosas cataratas,
que fizeram da Terra um grande e torvo mar.

À flor do torvo mar, verde como as gangrenas,
onde homens e leões bóiam agonizantes,
imprecando com fúria e angústia, erguem-se apenas,
quais monstros colossais, as montanhas gigantes.

É aí que, ululando, os homens como as feras
refugiar-se vão em trágicos cardumes,
O mar sobe, o mar cresce. e os homens e as panteras,
crianças e repteis caminham para os cumes.

Os fortes, sem haver piedade que os sujeite,
arremessam ao chão pobres velhos cansados.
e as mães largam, cruéis, os filhinhos de leite,
que os que seguem depois pisam, alucinados.

Um sinistro pavor; crescente e sufocante,
desnorteia, asfixia a turba pertinaz:
ouvem-se urros de dor, e os que vão adiante
lançam pedras brutais aos que ficam pra trás.

Raivoso, o touro estripa os míseros humanos
que o estorvam, ao correr em fuga desnorteada,
e pelo ar tenebroso as águias e os milhanos
fogem, com vivo horror, daquela estropeada.

Cresce a treva infernal nos cavos horizontes;
o oceano sobe e muge em raivas cavernosas,
e as ondas, a trepar pelos visos dos montes,
fazem de cada vez cem vítimas chorosas!

Os negros vagalhões, nos bosques mais cimeiros.
silvam e marram já, em golpes iracundos;
resplendem raios mil em rútilos chuveiros,
e os corvos, a grasnar, desolham moribundos.

Blasfémias, maldições elevam-se à porfia;
fustigado plo raio, aumenta o furacão;
cada ruga do mar acusa uma agonia,
cada bolha, ao estalar, solta uma imprecação.

Cresce o mar, sobe o mar... e traga, rudemente.
da m ais alta montanha o píncaro nevado.
e um tremendo trovão aplaude a vaga ardente,
que envolve, ao despenhar-se, o último condenado.

Cresce o mar, sobe o mar, que já topeta os céus:
e, levada plo fero e desabrido norte,
sua espuma, a ferver, molha o rosto de Deus,
que lhe encontra um sabor nauseabundo de morte...

Cresce o mar, sobe o mar... Cada vaga é uma torre!
No céu, o próprio Deus melancólico pasma...
E, pelos vagalhões acastelados, corre
a Arca de Noé, qual navio-fantasma...

Eugénio de Castro

quarta-feira, outubro 17, 2007

Reviver Adriano Correia de Oliveira


a minha homenagem ao Adriano

quarta-feira, outubro 10, 2007

quinta-feira, outubro 04, 2007

Um brinde a Miguel Torga

"Vou falar-lhes dum Reino Maravilhoso. Embora muitas pessoas digam que não, sempre houve e haverá reinos maravilhosos neste mundo. O que é preciso, para os ver, é que os olhos não percam a virgindade original diante da realidade, e o coração, depois, não hesite. Ora, o que pretendo mostrar, meu e de todos os que queiram merecê-lo, não só existe, como é dos mais belos que se possam imaginar..." (Miguel Torga - Um Reino Maravilhoso)

segunda-feira, outubro 01, 2007

Outono visto por Miguel Torga

Outono

Tarde pintada
Por não sei que pintor.
Nunca vi tanta cor
Tão colorida!
Se é de morte ou de vida,
Não é comigo.
Eu, simplesmente, digo
Que há fantasia
Neste dia,
Que o mundo me parece
Vestido por ciganas adivinhas,
E que gosto de o ver, e me apetece
Ter folhas, como as vinhas.

Miguel Torga, Diário X (1966)

sábado, setembro 29, 2007

sexta-feira, setembro 14, 2007

no comment

sábado, setembro 08, 2007

... de regresso à selva

... de regresso à selva.
aos amigos que passaram por aqui durante as minhas férias
e assinaram este livro de visitas deixo um abraço.


quinta-feira, agosto 09, 2007

passatempodesafiodeférias

asfériasvêmbuscarmesegundafeira.estãoconvidadosaparticipar
nopassatempodesafio.divirtamseateclaralgumasletrasque
sobremdosvossostextos.tipo
projectodereciclagemdeletras
virtuais.válánãoseacanhemesoltemogénioqueháemcadaum
devocêsblogueiros.papelnamaoemãosàobra.

osvossostextosoutítulosserãoanexadosaopost
comorespectivolink.
dicasparaopassatempodesafio:CâmaraMunicipaldeLisboa
filademilitantesboys
credoresvereadoresoposição
governolisboetas...zépovinho
Este post é dedicado à Isabel Filipe, única participante no
"passatempo desafio de férias"

com o título
"... as saudades que eu tenho, daquela minha casinha __ que não era côr-de-rosa__"

segunda-feira, julho 23, 2007

concentração motar Faro

estas belas máquinas não chegaram a tempo da concentração Motar em Faro.

não apanharam o avião por falta de bilhete.(€)

divertiram-se, fazendo a corrida das Harley Palangchao, montanha abaixo.
sem gasolina, sem cerveja, sem multas, sem cavalos, talvez algumas quedas!
100% ecológicas.(exemplo a seguir)


.
como eu gostava de assapar numa bomba destas.

quarta-feira, julho 18, 2007

frase do Dia, da Semana, do Ano

é a vez dos amantes de arte
em pleno gozo de Liberdade de Expressão
esquissarem no desenho as suas frases. d:-)
e
blá blá blá.

quinta-feira, julho 12, 2007

promessas/eleitorais/promessas/eleitorais/promessas/eleitorais/


No curto prazo, a prioridade do novo Governo será a de assegurar a ratificação do
Tratado Constitucional.
O PS entende que é necessário reforçar a legitimação democrática
do processo de construção europeia, pelo que defende que a aprovação e ratificação do
Tratado deva ser precedida de referendo popular
, amplamente informado e participado, na
sequência de uma revisão constitucional que permita formular aos portugueses uma questão
clara, precisa e inequívoca. ( PS - Programa Eleitoral 2005 )

***antes da posse / após a posse***

segunda-feira, julho 09, 2007

liberdade expressão

“Falta-lhe a liberdade.
Só essa dor lhe dói.
Mas só por ela há-de
Não ser o ser que foi.”

( Miguel Torga, Diário - I)

quinta-feira, julho 05, 2007

quarta-feira, julho 04, 2007

TE da UE / CEE - 0

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Adolfo Correia da Rocha - Miguel Torga 100 anos (*)

"O 25 de Abril, a par do sentido de libertação traz-lhe algumas desilusões - as perseguições, a procura de lugares. A política é para eles (os políticos) uma promoção e, para mim, uma aflição. Com ironia e descrença relata conversas que os políticos têm com ele, independentemente da convergência ou divergência no plano partidário.

Não apoia nem tem a mínima simpatia pela União Europeia. Ela ofende o seu espirito patriótico e o seu ideal de Pátria. É o repúdio de um poeta português pela irresponsabilidade com que meia dúzia de contabilistas lhe alienaram a soberania (...) e Maastricht há-de ser uma nódoa indelével na memória da Europa. Exulta com o não dos dinamarqueses ao primeiro referendo.

Sobre a regionalização, pergunta: o mundo a braços com o drama das diversidades e nós, que há oitocentos anos temos a unidade nacional no território, na língua, nos costumes e na religião, vamos desmioladamente destruí-la?"

clik(*)

domingo, julho 01, 2007

C...


domingo, junho 17, 2007

LIBERDADE DE EXPRESSÃO



pela liberdade de expressão, publico este post da Laurentina

EM NOME DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E DA DEMOCRACIA EM PORTUGAL...
Continuamos na mesma senda, sem Mahathma Ghandi, sem Nelson Mandela, sem o Dr. Martin Luther King, sem Abraham Lincoln, a Liberdade que hoje vai existindo, não era tão larga...

DIVULGANDO ...
NO BLOG DO DR.JOSÉ MARIA MARTINS...DIZ O QUE PASSO A COLAR...
http://josemariamartins.blogspot.com/

"VAMOS LUTAR NO ESTRANGEIRO TAMBÉM
Cada Português que se quiser solidarizar com o Prof. Caldeira deve enviar um e-mail para o Presidente da República e outro do mesmo teor, para o Presidente do Parlamento Europeu.

Sugiro que façam constar a seguinte introdução:

"Há meses que na comunicação social se vem questionando a licitude da obtenção da licenciatura em engenharia civil do actual Primeiro Ministro de Portugal. Licenciatura teminada , surpreendentemente, num Domingo, numa Universidade cujo reitor está em liberdade provisória, mandada encerrar pelo Governo, com dois membros presos preventivamente. José Sócrates até no site oficial do Govermo Português se intitulava "Engenheiro Civil", título a que sabia não ter direito face a lei portuguesa ,o que o levou a alterar para "Licenciado en Engenharia Civi.l".

Os e-mail devem ser enviados para o Parlamento Europeu pois é importante hoje que os portugueses, como "cidadãos da União Europeia", façam chegar as suas reclamações e queixas ao Parlamento Europeu.

Se tudo ficar em Portugal não há qualquer consequência.

É preciso desmacarar o clima de intimidação e de medo que nos querem impor.

Um abraço de solidariedade para o Prof. Caldeira."
(post em actualização pemanente)

Laurentina-Na Babilogália deste Tuguistão...

segunda-feira, junho 11, 2007

Severn Suzuki

" Eu sou Severn Suzuki.

Represento, aqui na ECO,

a

Organização das Crianças em Defesa do Meio Ambiente " ...

quinta-feira, maio 31, 2007

"meme" - Dez Prolegómenos p/ Blogosfera Futura

"foste memetizado"

foi assim que tomei conhecimento da nova corrente. que circula na blogosfera. ao receber um “meme” da simpática M&M do blog/char-las

consultada a Wiki./ terminada a viagem pela blogosfera.

blogs memetizados visitados.
dúvidas!.
fazer um desenho!.

citar Torga!

ou Saramago!

a Encandescente (MJ)
"Quero mudar tudo!
Levar transfusões de água gelada e não sentir o sangue a ferver.
Fazer um transplante e colocar um coração de palha,
Com um coração de palha não saberei mais o que é doer,
Nem sentir, nem viver,..."

ou alternando com eroticidades


ou Madalena Pestana!
"- detesto adormecer a não ser noite dentro. fora de horas recordo-me dos sonhos. este bem dispensava eu lembrar! ..."

a Irene do UmaETrintaESete!
" retoco o olhar com sombra azul
revejo-me no espelho por breves segundos
saio e vagueio por jardins diáfanos que me embelezam os sentidos"

ou Fernando Pessoa!

ou os temas
"é proíbido proibir"
"imaginação ao poder"
eu estive lá no M68.

e tantos outros blogers! ...

optei por divulgar o que eu considero um "meme".
que deve ter continuidade, atentendo às suas características.
qualquer blog participa. dando sugestões.
aperfeiçoando-o e adaptando-o à realidade actual da blogosfera!
Do autor./ Arrebenta/ da blogosfera futura
apresento-vos
OS

Dez Prolegómenos editáveis. em forma de conselhos.
para toda
a
Blogosfera Futura.




1) A Blogosfera é um espaço virtualmente virgem, não-poluente, e imediatamente acessível, no presente, ou futuro próximo, a qualquer habitante da Aldeia Global.

2) As informações veiculadas na Blogosfera devem tender para assegurar o máximo de dados, alertas e felicidade aos seus usuários.

3) Qualquer recurso inserido na Blogosfera faz imediatamente parte do Património Comum do habitante da Aldeia Global, e, como tal, deve ser o mais amplamente difundido, e referenciado.

4) A Blogosfera rege-se pelo aforismo de "Máxima informação=Máxima protecção".

5) A Blogosfera deve formar, informar e divertir.

6) Está a Blogosfera. por princípios genéticos, imunizada contra quaisquer tipos de poluição, que nos tornaram o Mundo insuportável. nomeadamente. filtragem de informações, servilismo a grupos, políticos, económicos, de pressão, ou simplesmente destinados a manipular. ou intoxicar. a opinião própria de qualquer aldeão global.

7) O seu único vector condutor chama-se "Liberdade de Expressão". e está tipificado e exemplificado em todos os mais altos momentos em que ela se exerceu. na História Pública da Humanidade.

8) Em cada Cultura e Regime, reserva-se a Blogosfera o direito de exercer o dever de informar os outros, sempre que se tenham esgotado, ou se suspeite de que se vão esgotar, os meios tradicionais de transmissão da Verdade. e só da Verdade.

9) A propriedade da Blogosfera é das gerações presentes. assim como a responsabilidade de assegurar o seu máximo usufruto por todas as gerações seguintes.

10) Os princípios atrás expostos são propriedade intelectual de todos os seus leitores, que devem ter. em cada instante. o direito de os invocar e o dever de os fazer chegar ao maior número de Concidadãos Globais. podendo. em qualquer instante. ser reescritos, no sentido da economia e da Perfeição. e inseridos. então. na Declaração Global dos Direitos do Universo.

... d:-) ...