quarta-feira, outubro 10, 2007

no coment _2


Filme da BBDO finalista em Cannes

9 comentários:

Isabel-F. disse...

O teu desenho está óptimo como sempre.

Quanto ao tema é uma vergonha o que se passa no nosso País ... não existe o mínimo respeito pelo deficiente ... já assisti a uma cena num restaurante em que tentaram impedir um cego acompanhado de cão guia de entrar (o que é contra a lei ... mas onde está ela????)

O vídeo já o tinha visto ... é arrepiante ... faz-nos sentir pequeninos.

beijinhos

Mónica disse...

:D

Isabel-F. disse...

vejo um novo desenho ...

gosto ... claro ...

serve de muito esse dec.-lei

bjs

Amaral disse...

Adesenhar
Belos desenhos e um vídeo muito instrutivo a fazer-nos pensar.
Parabéns.
Abraço

Isabel-F. disse...

... e agora estas escadas ...

é o dia a dia deles ... dos deficientes ...

beijinhos e boa noite

Å®t Øf £övë disse...

Adesenhar,
Um filme brutal, e que deixa a nú a insensibilidade do ser humano para com as minorias. Somos seres que por muito que disfarcemos olhamos demasiado para o nosso próprio umbigo.
Abraço.

aDesenhar disse...

Isabel-F.
Mónica
Amaral
Å®t Øf £övë
:-)
Como sabem este ano parti o tornozelo. Ao usar muletas passei por algumas das dificuldades que os deficientes em geral enfrentam no seu dia a dia.
Com este post, quero aqui prestar a minha homenagem aos deficientes, desejando que o "Regime das Acessibilidades" de uma vez por todas seja cumprido.
:-)
abraço

Madalena disse...

Mais um excelente trabalho que espero que tenha algum impacto social.

Bj

Odele Souza disse...

Adesenhar,
Por causa do carinho com que Isabel Felipe falou de você no post de hoje do blog dela, senti vontade de lhe conhecer. Gostei muito de seus desenhos e este, por uma maior acessibilidade a quem usa cadeiras de rodas, é excelente. O vídeo também é muito bom, pois mostra e alerta as pessoas para o respeito que nem sempre têm pelos deficientes físicos.

Olhando aí em seus favoritos para ver se temos mais amigos em comum vejo que você linkou o blog de Flavia. Muito obrigada por isso.

Fique com meu carinho.