quarta-feira, janeiro 28, 2009

Até quando?

2009... Cabo das tormentas - Janeiro
Até quando?
esquisso_2

Gabriel O Pensador. Até Quando
?

Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve
Você pode e você deve, pode crer

Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu
Num quer dizer que você tenha que sofrer

Até quando você vai ficar usando rédea
Rindo da própria tragédia?
Até quando você vai ficar usando rédea
Pobre, rico ou classe média?
Até quando você vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
Até quando você vai ficando mudo?
Muda que o medo é um modo de fazer censura

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

Você tenta ser feliz, não vê que é deprimente
Seu filho sem escola, seu velho tá sem dente
Você tenta ser contente, não vê que é revoltante
Você tá sem emprego e sua filha tá gestante
Você se faz de surdo, não vê que é absurdo
Você que é inocente foi preso em flagrante
É tudo flagrante
É tudo flagrante

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

A polícia matou o estudante
Falou que era bandido, chamou de traficante
A justiça prendeu o pé-rapado
Soltou o deputado e absolveu os PM's de Vigário

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

A polícia só existe pra manter você na lei
Lei do silêncio, lei do mais fraco:
Ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco

A programação existe pra manter você na frente
Na frente da TV, que é pra te entreter
Que pra você não ver que programado é você

Acordo num tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar
O cara me pede diploma, num tenho diploma, num pude estudar
E querem q'eu seja educado, q'eu ande arrumado q'eu saiba falar
Aquilo que o mundo me pede não é mundo que me dá

Consigo emprego, começo o emprego, me mato de tanto ralar
Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar
Não peço arrego mas na hora que chego só fico no mesmo lugar
Brinquedo que o filho me pede num tenho dinheiro pra dar

Escola, esmola
Favela, cadeia
Sem terra, enterra
Sem renda, se renda. Não, não!

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

Muda que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

Gabriel O Pensador. Até Quando?

7 comentários:

Odele Souza disse...

Oi amigo,

Gabriel, o pensador diz neste texto o que TODOS deveríamos dizer. Seja onde for, seja de que modo for. Nos nos jornais, na TV, nos e-mails, nos blogs....

E este teu desenho: Sabes que o tenho ilustrando o atual post do blog de Flavia. Este teu desenho complementa, com excelência, o que diz Gabriel.

Até Quando?!

Beijos de Odele e Flavia

f@ disse...

A menos que se acabem os ventos e a tempestade não se consegue dobrar sem a força e a coragem do povo...
e não há quem lhe chame da boa esperança...

Beijinhos das nuvens

secreto segredo disse...

Tem um convite para você lá no blog Meus recados, Teus recados.
Espero que gostes.

Abraços

secreto segredo

Odele Souza disse...

Querido amigo,

Estive aqui ontem e deixei um comentário. não ficou gravado?!

Bem eu dizia mais ou menos isto:

Gabriel, o Pensador é um contestador querido. Um brasileiro que tem muita consicência do que seja cidadania.

As palavras do texto e do vídeo são uma "convocação" para que todos saiam do conformismo e manifestem a sua indignação.

Parabéns por este post amigo. E como eu disse ontem, vou levar este teu post para o blog de Flavia, pois bem sabes que há anos, faço coro com Gabriel, e me pergunto: Até quando?!.

Beijos de Odele e Flavia.

secreto segredo disse...

O Gabriel, é um pensador.

Post que desperta.


secreto segredo

Manuela disse...

Bonito este teu post. Completo nas imagens que desenhaste uma das quais te vou roubar por considerar demasiado bela para deixar escapar. Um Abraço e até um dia destes. Fica Bem. Obrigada pelo excelentes momentos.Boa Semana para ti.

aDesenhar disse...

Presto homenagem
aos 3 resistentes que tiveram a coragem de comentar
este post
obrigado Odele Souza...secreto segredo...Manuela.

abraços resistentes
:-)