quarta-feira, junho 11, 2008

linha de ou com raça, procura-se

dão-se alvissaras a quem descobrir que raça de linhas são estasPhotobucket

11 comentários:

f@ disse...

Linhas direitas por linhas tortas...lol.... beijinhos das nuvens

D.Antónia Ferreirinha disse...

vim aqui parar por sugestão da @nn@.
Precisava da sua colaboração para desenhar, gratuitamente claro está, o novo movimento surgido na blogosfera, numa brincadeira.
Para melhor perceber, só lendo no meu blogue, senão for pedir muito.
Desculpe o atrevimento.
Aproveito para dizer-lhe que os seus desenhos são belíssimos e gostei do blogue, como tal voltarei.
Obrigada.
:-)))))))))

aDesenhar disse...

f@
correcto.
parabéns.
:-)
bj nas nuvens

madalena disse...

Pronto já foidescoberto. :(

Não foste aos Sanos, afilhado?

Bjs.

Paulo disse...

Estas linhas podem representar o emaranhado da vida, onde o trajecto é sinuoso, com curvas e contra curvas, não sendo nunca em linha recta...
Abraço

aDesenhar disse...

D.Antónia Ferreirinha

obrigado pelo convite, mas de momento
estou ocupado com uma tonelada de pedidos idênticos ao seu e o tempo é pouco.
Pelo que li no seu blog, a @nn@ aconselhou o blog do António no cartoonices, um excelente cartonista com desenhos que se enquadram perfeitamente no que pretendem para o logo do vosso partido, assim e a título de exemplo aponto para este post do António que pode ser adaptado: http://cartoonices.wordpress.com/page/2/
:-)

madalena disse...

Se o número de linhas batesse certo, eu diria que eram os cromos dirigentes da UE às voltas com a situação. ;)

Bjs

aDesenhar disse...

madalena

parabéns.
também está correcto.
Alguns deles deram tantas voltas à situação, na cama, que acabaram por dormir no chão. ;-)

Pata Negra disse...

Distingo entre essas linhas um risco, alguém tinha de riscar a raça!
Um abraço arraçado

gabriela rocha martins disse...

espermatezóides do Zimbabué!!!!!!!!!!!


[ acertei? ]



.
um beijo

Latitudes disse...

(a corda da salvação!?)

por onde o caminho que evite este enredo?
qual a solução para o silêncio e o medo que se presumem extintos?
porquê a fartura nos traz tão famintos?...

de mãos e pés atados... com a corda no pescoço...
nas malhas da extorsão...
vive o Povo saqueado por meliantes de "fato"...
combato!: (...)